A street art "pitoresca" de Vila Real

autoria Hugo Santos

// data 29/09/2016 - 16:47

// 7408 leituras

O mapa de arte urbana em Portugal está cada vez menos distorcido. Aos poucos, a tinta alastra e as cidades procuram atrair até às suas paredes artistas numa primeira fase e visitantes numa fase posterior. O interior já não é excepção e também Vila Real afixou os seus primeiros alfinetes, destacando o que de mais significativo tem nos seus limites geográficos. Assim, durante quatro dias, e no âmbito da primeira edição do Festival Pitoresco, Bafo de Peixe, Smile, Pedro Podre, Fedor, Third, Mar, Draw e Contra deram vida ao barro negro de Bisalhães, ao lobo ibérico, às lavadeiras do rio Corgo, ao Douro Património Mundial e os seus vinhos e a outros monumentos. Ao todo, foram seis os locais que sofreram intervenções: bairro da Araucária (Bloco B), localizado em frente ao Circuito Internacional, viaduto da Nossa Senhora da Conceição, a fachada do edifício ao lado do Museu de Numismática, a fachada do Hotel Miraneve, Terminal Rodoviário e a rotunda da Praça da Galiza, perto da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Eu acho que