Orienta-te Redes Sociais

Ilustração Miguel Reis

Sustentabilidade

"Ilustração voadora" em Lisboa a pé ou de bicicleta

Entre 4 de Outubro e 8 de Novembro podes ir à procura de ilustrações em pequenas lojas da cidade de Lisboa. A pé ou de bicicleta, entre a zona de Santos e Santa Apolónia

Texto de Mónica Monteiro • 17/09/2014 - 15:27

Distribuir

Imprimir

//

A A

Em Lisboa há ilustrações para descobrir entre os dias 4 de Outubro e 8 de Novembro. O evento chama-se Ilustração Voadora e é uma exposição colectiva de ilustração que vai estar disponível em dez lojas de comércio tradicional da cidade. O evento vai contar com a participação de ilustradores como Dedo Mau, Ricardo Figueira, Isabel Alves ou Pedro Lourenço.

 

Esta iniciativa pretende mostrar, "utilizando arte como pretexto, que é possível percorrer Lisboa a pé ou de bicicleta”. “Mas a exposição é de tema livre. A mobilidade passa-se fora das lojas, não é o tema obrigatório das ilustrações”, explicou Rui Henrique ao P3.

 

A ideia partiu de Rui, criador do blogue Bicicleta Voadora, que se assume como respeitador da natureza e adepto das "formas de mobilidade suave", com o objectivo de “unir espaços afastados da cidade promovendo o pequeno comércio e a bicicleta como meio de transporte do dia-a-dia”. Durantes estes dias vão estar expostas obras de 12 ilustradores, espalhadas por dez pequenas lojas da capital, entre a zona de Santos e de Santa Apolónia. Percurso que Rui garante ser facilmente realizado a pé ou de bicicleta.

 

No dia da inauguração, a 4 de Outubro, vão ser feitos dois passeios: um a pé e outro de bicicleta. O ponto de partida vai ser a Rcicla, uma loja de bicicletas na Avenida 24 de Julho, onde os interessados podem alugar um dos veículos de duas rodas para o percurso.

 

Este evento foi a forma que o jovem de 38 anos encontrou de tentar fazer com que os cidadãos sejam mais sustentáveis. “As pessoas estão cada vez mais saturadas de automóveis, penso que isto seja um problema a nível mundial”, diz Rui. “E o problema em andar de bicicleta não está nos obstáculos naturais das cidades, mas sim nas pessoas. As mentalidades têm de mudar”, continua.

 

Este evento tem ainda uma componente solidária. Os utentes da Associação de Solidariedade Social de Lafões (ASSOL) ficaram responsáveis por encadernar 40 exemplares de cadernos para desenhadores, que vão ser embelezados com ilustrações de Susana Matos. Os cadernos vão estar disponíveis para compra no dia 8 de Novembro. As receitas da venda revertem para a associação. Rui descreve esta componente do evento comos sendo “mais do que uma ajuda financeira”. “É uma iniciativa que serve para ocupar e motivar os utentes da ASSOL”, explica.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Fotografia

Siria tem oito anos e cresce em dois países, a Itália e a Polónia, entre a cidade e o campo, entre a tecnologia e a natureza. A sua mãe, a fotógrafa Kicia...

Foi assim a “era dourada” de Bagdad

Fotografia // O fotógrafo Latif Al Ani, hoje considerado "o pai da fotografia iraquiana",...