Orienta-te Redes Sociais

A linha silenciosa que contorna Paris

autoria Pierre Folk

// data 28/08/2014 - 16:51

// 10344 leituras

Desde os anos 30 que La Petite Ceinture — está para Paris como a High Line está para Nova Iorque — produz pouco mais do que silêncio, apesar de não estar abandonada. E desde 2011 que Pierre Folk documenta este "vestígio da revolução industrial", uma linha com 32 quilómetros que contorna a Cidade da Luz e que "pertence ao passado esquecido" da Revolução Industrial, a uma altura em que era urgente produzir mais, mais rápido e a baixo custo. "Esta onda de mudanças radicais culminou no desenvolvimento dos caminhos-de-ferro, que impulsionaram a economia", anota o fotógrafo francês (1986). A construção da linha começou em 1852 e atingiu o seu apogeu em 1901 durante a Exposição Universal. Não sobreviveu à revolução automóvel e muito menos à chegada da rede de metro à capital francesa. "Como um rio, as suas margens estão constantemente a mudar. Ervas, flores e pequenas árvores crescem no seu leito. Os vestígios tornaram-se numa fronteira da sociedade. Um espaço íntimo onde o passado e a modernidade se encontram." La Petite Ceinture, antecipa Folk, deverá ser reclamada pela sociedade moderna e por uma série de projectos que ali desenham um serviço de transporte público.

Eu acho que