Orienta-te Redes Sociais

O aparador Diamond, de 2009, que foi capa do suplemento

Boca do Lobo

Sucesso

Boca do Lobo na capa de suplemento do Financial Times

“O que marca a diferença nas peças Boca do Lobo é o toque de modernidade dado a tradições quase esquecidas em Portugal”, sublinha a marca portuense

Texto de Inês Raposo • 10/08/2012 - 17:47

Distribuir

Imprimir

//

A A

A edição de Agosto do suplemento de luxo do Financial Times, o "How to spend it", destaca o design português através de um aparador do atelier Boca do Lobo, que figura em grande plano na capa.

 

O ponto de partida são os armários, de luxo, como não poderia deixar de ser. As tendências ditam que o mobiliário de arrumação se quer cada vez mais arrojado, provocador e colorido. É aqui que entram as criações do atelier de design de mobiliário portuense Boca do Lobo, onde “cada design brilha com personalidade”, de acordo com o "How to spend it".

 

Para Ana Gomes, responsável de marketing da empresa, “o que marca a diferença nas peças Boca do Lobo é o toque de modernidade dado a tradições quase esquecidas em Portugal”. Estratégia que se reflecte no recurso a técnicas artesanais e a materiais como o azulejo ou a talha dourada. “A ideia é ligar o passado e o futuro e criar um produto final com o qual o cliente se identifique mas que, ao mesmo tempo, também seja inovador o suficiente para o surpreender”, afirma.

 

A peça escolhida para ilustrar a capa do "How to spend it" foi o aparador Diamond, de 2009, cuja superfície é forrada a folha de prata e depois tratada com uma camada de verniz de alto brilho. Por sua vez, o interior e os pés do aparador são cobertos a folha de ouro. Se os criadores da Boca do Lobo são conhecidos como joalheiros do mobiliário, a peça Diamond foi projectada para fazer justiça a esse título e afirmar-se como jóia da coroa, pode ler-se no site do atelier.

 

Internacionalização

Ainda é cedo para saber o impacto que a fotografia na capa do suplemento de um dos principais jornais de referência do mundo pode ter na vida do atelier do Porto, cuja principal aposta é a internacionalização da marca. Ainda assim, Ana Gomes acredita que este tipo de recomendações acaba sempre por compensar: “Pode reflectir-se no número de vendas ou não, mas a marca ganha mais visibilidade.”

 

A par do modelo Diamond, o "How to spend it" de Agosto refere outras peças Boca do Lobo onde o uso da cor e da textura se destaca. O aparador que figura na capa do suplemento pertence a uma edição limitada a 20 exemplares, as dimensões são 80x83x60 cm e o preço de venda ao público é de 17.900 €, sem IVA.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Fotografia

Antropólogo apaixonado por fotografia tem milhares de imagens de lugares abandonados, entre Portugal e outros países. Agora, o seu "Proj3ct Urbex" está num...

Mariana ajuda-te a organizar a casa...

The White Room // Mariana Vidal deixou a indústria da moda para se tornar organizadora de espaços...