Portugal

Penela vai ter uma residência para indústrias criativas

Uma antiga unidade de alojamento estudantil de Penela vai ser transformada na Residência das Indústrias Criativas, "um misto de hotel com residências artísticas que permita acolher criativos, designers ou empreendedores"

Texto de Lusa • 18/04/2018 - 17:12

Distribuir

Imprimir

//

A A

O município de Penela vai transformar uma antiga unidade de alojamento estudantil na Residência das Indústrias Criativas, um projecto orçado em cerca de meio milhão de euros, de acordo com o anúncio publicado esta quarta-feira, 18 de Abril, em Diário da República.

 

"Pretende-se requalificar e transformar a antiga residência de estudantes, situada na Praça da República, em Residência das Indústrias Criativas de Penela, um misto de hotel com residências artísticas que permita acolher criativos, designers ou empreendedores", explica a memória descritiva do projecto.

 

O edifício será convertido numa unidade de alojamento local que, em articulação com as diversas valências já implementadas no terreno, "permita e potencie residências de curta, média ou longa duração para pessoas singulares e/ou grupos que estejam de alguma forma envolvidos com os vários projectos e espaços das indústrias criativas".

 

A residência encontra-se localizada a uma curta distância do smArtes (Casa das Indústrias Criativas) e do FabLab (laboratório de fabrico digital), onde funciona o CoLab (rede internacional de grupos que desenvolvem as suas ideias de forma colaborativa), aos quais se prevê juntarem-se o Hackerspace e o MediaLab (ferramentas de suporte ao desenvolvimento da criatividade, inovação e da economia digital), de modo a integrar todos estes projectos numa plataforma criativa.

 

A futura Residência das Indústrias Criativas vai permitir "oferecer um local de pesquisa ou de criação destinado a um ou mais projectos específicos, disponibilizar um local para exposição ou evento consagrado às obras criadas durante a permanência do artista na residência e gerar interação com o público, aproximando-o do circuito artístico". O valor base da intervenção é de 487.514,92 euros, com um prazo de execução de 240 dias.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que