Soma

Reciclagem

Parte desta garrafa reutilizável veio de plástico à deriva no mar

Garrafa de vidro reutilizável da Soma e Parley for The Oceans é envolvida por tecido criada a partir de plástico recolhido no oceano

Texto de Miguel Ângelo Afonso • 12/04/2018 - 15:22

Distribuir

Imprimir

//

A A

Criar uma garrafa reutilizável com uma invólucro de tecido. A ideia não parece inovadora, pois não? Mas e se esse tecido for fabricado a partir de duas garrafas de plástico recolhidas do oceano? Foi o que a empresa Soma projectou em conjunto com a organização ambiental Parley for the Oceans. Vendidas apenas nos cafés Starbucks dos Estados Unidos e Canadá, as garrafas chegam até nós com um propósito: consciencializar a população acerca da poluição e da importância dos oceanos. A derradeira meta é ajudar reduzir o uso de garrafas de plástico.

 

De vidro, reutilizável e fechada com uma tampa de bambu, a garrafa é envolvida por uma manga de tecido composta, quase totalmente, por plástico reciclado, recolhido pela Parley for the Oceans. Antes de de chegarem aos aterros sanitários, rios e oceanos, a organização intercepta as garrafas e reutiliza-as. Transforma depois o plástico numa espécie de grânulo e posteriormente reconverte esta matéria em filamentos de neopreno. E aqui começa a criação do tecido.

 

Esta acção não é novidade para a Parley for the Oceans. Já em 2015, a organização, que procura alertar para a poluição dos oceanos, fez uma parceria com a Adidas. O que dali resultou foi o primeiro par de ténis revestidos com desperdício encontrado nos oceanos e redes de profundidade ilegais. E agora foi a vez da parceria com a Soma, uma empresa que procura encontrar soluções para a crise mundial de água através da venda de filtros e de garrafas de vidro reutilizáveis.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que