Não há coincidências (pelo menos nestas camuflagens urbanas)

autoria P3

// data 19/01/2018 - 15:44

// 6819 leituras

Qualquer uma das imagens nesta fotogaleria poderia ter sido estrategicamente conseguida com recurso a um programa de edição de imagem. Mas o fotógrafo Joseph Ford garante que o processo de manipulação foi bem mais trabalhoso — e envolveu métodos mais artesanais. Nina Dodd, artista em Brighton, na Inglaterra, tricotou cada uma das camisolas para que elas se encaixassem exactamente de modo a camuflar a pessoa que as veste na paisagem urbana. Depois, coube ao fotógrafo londrino fazê-las desaparecer em paredes de azulejos de quadrados azuis, arte urbana, bancos de autocarro, pistas de atletismo e vegetação. Tudo encenado para parecer casual, sem demonstrar qualquer esforço. Para que ninguém duvide que existem realmente coincidências.

Eu acho que