Tangerinas e Pêssegos

Casas XS

Quatro pessoas em 40 metros quadrados

Publicamos, quinzenalmente, às sextas, um projecto de arquitectura e de decoração de interiores com exemplos de como aproveitar da melhor forma o pouco espaço disponível numa habitação. Bem-vindos às Casas XS. Uma curadoria do blogue Alexandra Matos Design

Texto de Alexandra Matos • 22/08/2017 - 13:52

Distribuir

Imprimir

//

A A

Algures na Boavista, no Porto, há um apartamento com 40 metros quadrados que foi decorado recentemente com o objectivo de receber turistas. “Com um orçamento muito limitado, o cliente solicitou-nos uma decoração jovem, muito vibrante e com cor, e que incluíssemos elementos com frases motivacionais e optimistas, bem como sinais luminosos”, explicam Manuela Babo, designer de interiores, e Matilde Babo, arquitecta paisagista, da Tangerinas e Pêssegos.

 

Para acomodar confortavelmente quatro pessoas em 40 metros quadrados, esta dupla criativa optou pela colocação de um sofá-cama na sala e uma cama de casal no quarto. Na sala há ainda uma zona de leitura, uma zona de TV, uma zona de refeições e uma cozinha aberta para a sala, conjugadas de forma harmoniosa e funcional. Sendo este um projecto de decoração, Manuela e Matilde contam-nos em pormenor as opções que tomaram. “Tendo em conta o briefing de cor, optámos por peças base em tons sóbrios (como por exemplo, todo o mobiliário do quarto, a mesa e as cadeiras da zona de refeições e o sofá-cama na sala). O acento de cor foi dado em pormenores decorativos, como almofadas, mantas, cabides e quadros. Muito importante nesta decoração foram os estampados dos tapetes das três principais áreas da casa (WC, sala e quarto) em cores fortes, que vieram dar vida a um espaço anteriormente aborrecido e monocromático.”

 

Agora que o projecto está concluído, Manuela e Matilde fazem-nos uma visita guiada ao espaço:

 

“Quando entramos no apartamento deparamo-nos com uma gravura colorida, do nosso lado esquerdo. A fazer a recepção, uma mesa redonda com uma taça decorativa, para colocar as chaves. Ainda do lado esquerdo, ao deslizarmos uma porta de correr, encontramos o WC com uma zona de duche e lavandaria escondidas. Toda esta zona foi decorada com elementos de conceito natural (vergas, madeiras tratadas), por forma a conferir ao espaço um aspecto acolhedor.

 

No hall de entrada, do lado direito, a preencher uma longa parede, temos cinco cabides com diferentes dimensões e cores da designer Patricia Urquiola. Nesta parede reunimos funcionalidade, design e estética. Este tornou-se em um dos dois nossos pormenores favoritos em todo o apartamento. Ainda no hall de entrada, temos uma zona de transição para a zona de refeições, que é uma parede, onde mais uma vez conferimos um acento de cor com um sinal luminoso em forma de raio e um quadro vibrante com uma mensagem positiva.

 

À nossa direita, deparamo-nos com a zona de refeições, cozinha e zona de estar. Em frente, para além da janela que abre a vista sobre a cidade, temos a zona de leitura e de TV.

 

Na zona de refeições, optámos por uma mesa redonda em madeira com quatro cadeiras brancas com os pés em madeira. Esta zona fica completa com um candeeiro de suspensão sobredimensionado, num azul profundo e com a forma arredondada.

 

A zona de estar, com um sofá-cama cinza claro, um grande espelho na parede e um tapete Kilim estampado em branco e azul. A zona de leitura encontra-se à nossa direita, com uma poltrona de estilo nórdico e um repousa-pés redondo e num vermelho intenso; armário de TV e estantes com livros, bem como três ilustrações vintage, com muita cor. Um conjunto de cortinas brancas opacas ajudam a conferir conforto ao espaço.

 

Logo após esta zona de leitura, deparamo-nos com uma porta de correr à nossa direita, que dá acesso ao quarto. O quarto, de reduzidas dimensões, mas bem aproveitado, com a existência de um armário/roupeiro com três portas deslizantes, contém, no entanto, uma cama de casal de tamanho razoável (160 centímetros de largura). A cama é ladeada por duas mesinhas de cabeceira em madeira e metal que servem apenas para colocar candeeiros de leitura orientáveis, tendo a dupla função de serem também carregadores de telemóvel. A encimar esta cama temos o segundo pormenor decorativo que mais gostamos neste apartamento, que é a presença de um cabide em madeira com elementos decorativos em papel. Toda a decoração fica completa com um tapete Kilim em tons fortes, um espelho alto e placas com frases motivacionais, bem como um coração iluminado”.

 

Dicas para espaços pequenos

Selecção de elementos decorativos com a escala adequada ao espaço. As peças base da decoração, para além do tamanho certo, devem ser sóbrias. Uma boa dica também é colocar alguns espelhos em locais estratégicos.

 

Soluções low cost

“Pensarem sempre na decoração como um todo e só depois avançarem para a compra das peças. O erro mais frequente é começar a comprar peças isoladamente. Respirem fundo e pensem bem no conjunto”, recomendam Manuela e Matilde.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que