Mandalayart, "a busca da essência"

autoria P3

// data 18/07/2017 - 12:13

// 3592 leituras

Soraya Meyer vive no Porto e trabalha como artista visual: corta madeira, desenha, pinta e enverniza. Recria, com as suas próprias mãos, aquilo a que chama de “mistérios da vida”. “Sou apaixonada por tudo o que é oculto e misterioso”, confessou em conversa com o P3. Formou-se em Ciências da Comunicação, mas é na arte que encontra a sua “maior expressão”. Mas, apesar do seu “grande sonho” ser dedicar-se “apenas e exclusivamente às artes”, Soraya trabalha também numa rádio por não conseguir “subsistir” apenas com a criação de mandalas. De diferentes tamanhos (dos 30 centímetros a 1.20 metros de diâmetro), cores e formas, as mandalas são “uma forma de olhar o que existe fora e criar uma imagem do inexplicável”. “As mandalas sempre estiveram presentes na minha vida, porque sempre fui uma pessoa curiosa por culturas diferentes”, explica. As mandalas representam, em algumas culturas,como a indiana, “rituais de paz, de celebração e harmonia”. Mandalayart é o nome do projecto de Soraya e “busca a essência das pessoas através da pintura”, pretende “proporcionar algo além da decoração, o reconhecimento de si, um caminho para o autoconhecimento”. Podemos encomendar uma mandala à nossa medida através da página de facebook e de instagram do projecto: “Quando faço uma mandala personalizada, a pessoa dá-me uma história (...) abre um canal comigo. A mandala é uma ponte entre nós e o conteúdo desse círculo mágico e oculto é a pessoa que a encomenda, eu sou apenas a ferramenta da pintura”.

Eu acho que