Orienta-te Redes Sociais

Sandra Gerardo

Pedro Gabriel

Pedro Gabriel

Raulino Silva

Prémio

Next Landmark: há arquitectos portugueses entre os finalistas

As primeiras obras de Raulino Silva e Sandra Gerardo Ferreira estão na lista de finalistas do Prémio Next Landmark. As fotografias de Pedro Gabriel valeram-lhe uma menção especial

Texto de Amanda Ribeiro • 01/08/2013 - 16:12

Distribuir

Imprimir

//

A A

Há portugueses entre os finalistas da segunda edição do Prémio Next Landmark, promovido pelo portal Floornature, que este mês premiou jovens arquitectos de todo o mundo nas áreas de primeiras obras, investigação e fotografia.

 

Entre os 20 finalistas da categoria “First Work”, vencida pelo arquitecto japonês Shoko Murakaji, encontram-se Raulino Silva e Sandra Gerardo. Já na competição de fotografia, Pedro Gabriel recebeu uma menção especial.

 

Raulino Silva apresentou-se a concurso com a Casa em Touguinhó II, uma habitação unifamiliar, encomendada por privados, construída em Vila do Conde, concluída em 2012. “A obra pretende proporcionar bem-estar no habitar e conforto, tendo em atenção a orientação solar, a paisagem e a relação do interior com o exterior”, descreve, por e-mail ao P3, o arquitecto, licenciado pela Escola Superior Artística do Porto, que fundou há dois anos um escritório próprio, onde, confessa, o “tema da habitação tem sido recorrente”. Mais casas estão em construção, até na mesma zona, e outras estão em fase de projecto.

 

Abrir um atelier próprio no contexto da arquitectura actual pode ser um risco, mas para Raulino foi um “processo natural”. “Esperemos que Portugal e a Europa nos deixem continuar.” Como pontos fortes do edifício distinguido, o arquitecto destaca “a unidade e a coerência na forma, nos materiais e nos sistemas construtivos”. Quem lá vive — um jovem casal com duas filhas pequenas — “gosta imenso”.

 

"Reconhecimento" surpresa

Sandra Gerardo, licenciada pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, viu, com alguma surpresa, a sua Casa H na lista de finalistas. “Não estava à espera, concorri na desportiva”, diz a arquitecta de 37 anos, actualmente desempregada, que espera que esta nomeação dê algum “reconhecimento” ao seu trabalho. Até porque, admite, neste momento a “emigração é uma das hipóteses em cima da mesa”.

 

Localizada em Benedita, no concelho de Alcobaça, a Casa H é uma habitação T3, encomendada por familiares. “O projecto está num terreno de reserva agrícola e existia lá uma habitação já devoluta. Não pude ir para além da implantação existente.”

 

De “forma condicionada”, Sandra conseguiu dar a “volta à questão” e projectar uma casa que se “desenvolve num piso térreo” e que tem também uma cave. Um edifício que tem “dois corpos distintos: um mais ligado à vida privada, com os quartos, e outro com uma grande sala de convívio”. De um lado, há vista para a Serra dos Candeeiros; do outro, para os campos. À volta, um muro, com pedra da região, que torna tudo mais “subtil”.

 

As fotografias da Casa das Histórias – Museu Paula Rego valeram a Pedro Gabriel uma menção especial. “Um estudo fotográfico que enfatiza a harmonia entre o edifício, desenhado por Eduardo Souto de Moura, e a paisagem natural do parque, que tornam este projecto recente (2008) em arquitectura clássica”, descreve o ArchDaily. Pedro terá agora o seu trabalho publicado no portal Floornature, no Livegreen Blog e exposto em Milão.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Neurociências

Joana Barroso

Investigadora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto destacou-se com um projecto sobre o papel que o cérebro desempenha na dor crónica e venceu a...

A casa de Ansião é uma mistura de...

Arquitectura // A casa vive para dentro, como um gruta. Ali, no pátio central, tudo é intimista...