Luís Ferreira Alves

Casas XS

Depois do fogo, as pequenas Casas de Crescido ganharam vida

Publicamos, mensalmente, um projecto de arquitectura e de decoração de interiores com exemplos de como aproveitar da melhor forma o pouco espaço disponível numa habitação. Bem-vindos às Casas XS. Uma curadoria do blogue Alexandra Matos Design

Texto de Alexandra Matos • 01/04/2018 - 21:54

Distribuir

Imprimir

//

A A

Em Vouzela há duas pequenas casas que merecem a nossa atenção. São as Casas de Crescido, que hoje se transformam também em Casas XS.

 

O arquitecto João Pedro Serôdio, da Serôdio, Furtado & Associados Arquitectos, recorda que quando o projecto lhe chegou às mãos, foi-lhe pedido para “recuperar as duas pequeníssimas construções existentes, que se encontravam em ruínas" num terreno "com topografia irregular acidentada, marcado pela estranha proximidade da encosta do profundo vale onde se localizam", de forma a transformá-las "numa pequena casa de férias". A proposta trouxe diversos desafios, explica o arquitecto: "Um dos principais desafios foi conseguir ligar os dois pisos de cada uma das casas, dado o exíguo espaço existente. As escadas tiveram assim de ser desenhadas de um modo diferente do convencional. Outro dos desafios foi o de colocar as aberturas pois as estruturas existentes possuíam muito poucas, o que resultou na imagem da casa”.

 

Para chegarmos ao que vemos hoje, foi necessária uma intervenção profunda, pois as casas tinham ardido e só restavam as paredes principais.

 

Actualmente, “a primeira casa, a maior e a que fica junto à entrada do terreno, possui uma antecâmara de entrada que pode funcionar como um espaço exterior, um alpendre, que permite o acesso à dependência do rés-do-chão". "Este espaço no rés-do-chão é de uma só dependência, reunindo no mesmo espaço a sala e a cozinha. No piso superior localizam-se dois quartos e um quarto de banho. Nas paredes dos quartos inventámos umas janelas que resultam de se retirar umas pedras dos paramentos exteriores”, explica o arquitecto João Pedro Serôdio, que nos guia também pela segunda casa, a mais pequena, à qual se pode aceder a qualquer um dos pisos a partir do exterior, tendo em conta a sua inserção na topografia. Cada um dos pisos desta casa contém um quarto, sendo que no piso inferior existe também uma quarto de banho.

 

A casa tem sido muito usada por esta família e é a prova de que tudo se transforma.

 

Soluções low cost 

“Não desperdiçar e sacrificar tudo o que não é de primeira necessidade; concentrar em algumas peças boas e centrais; não gastar espaço e dinheiro em bugigangas” — eis as dicas de João Pedro Serôdio.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que