Uma igreja francesa com o cunho de Siza

autoria P3

// data 11/02/2018 - 13:04

// 11430 leituras

Olhamos para esta construção clara, de linhas simples, e não vemos logo uma igreja. As sombras dos ramos das árvores envolventes vão criando novas formas e padrões, ao longo do dia, modificando o aspecto austero da igreja paroquial de Saint-Jacques-de-la-Lande, em Rennes, França. "A utilização que Siza Vieira faz da luz e do betão branco proporciona um espaço cerimonial único, que gentilmente se cruza com a vizinhança do Sul de Rennes, uma área residencial com blocos habitacionais de cinco andares", lê-se na memória descritiva do projecto, da autoria do arquitecto português. A principal preocupação de Siza foi "integrar a igreja no tecido urbano" e, para isso, a dimensão do edifício adapta-se àquela das construções já existentes.

 

A forma circular do segundo patamar do edifício, que nos prende o olhar, é a área escolhida para as celebrações religiosas, com capacidade para acolher 126 pessoas sentadas, o que permite libertar o primeiro andar para áreas sociais e serviços administrativos. Uma plataforma rectangular suspensa — bem visível nas fotografias exclusivas de João Morgado — no topo do espaço cilíndrico do segundo andar da igreja controla a entrada de luz natural, de forma indirecta.

 

Como o PÚBLICO escreveu em 2016, quando as obras arrancaram, Siza foi convidado a desenhar "esta que é a primeira igreja a ser construída nesta região francesa no século XXI pela paróquia local", com inauguração marcada para este domingo, 11 de Fevereiro. 

Eu acho que