Ginásio que é ginásio levanta um prémio de design

autoria Renata Monteiro

// data 24/10/2017 - 16:39

// 6765 leituras

Vamos pôr as coisas desta maneira: partilhar uma selfie enquanto treinas neste ginásio chega quase a ser aceitável. Isto graças à sua sofisticada arquitectura de interiores, a cargo do estúdio AMATAM, projecto que acaba de ser distinguido nos German Design Awards 2018, entregues pelo Conselho Alemão de Design. Manuela Tamborino e João Amaral, do atelier de urbanismo e arquitectura de Almada, viajaram até Braga para transformar o Krush-It na “primeira fitness boutique portuguesa”. Porque, mais do que um ginásio, trata-se de um “clube exclusivo e selecto”, com a sua “própria tribo” urbana, jovem e dinâmica, descreve a arquitecta ao telefone com o P3.

 

Os materiais “mais rudes”, como o betão e metal, são abrilhantados por apontamentos de cerâmica e juntos “remetem para um ambiente mais nocturno” e urbano, que não se costuma ver neste tipo de estabelecimentos. Há um sofá Chesterfield em pele preta no lounge da entrada, onde se senta a maior parte do glamour, e uma cabeça de búfalo (não de veado, salienta) pregada à parede, ao jeito “mais selvagem dos clubes de caça”. O clube de 300 metros quadrados transpira “uma atmosfera underground” que apela ao “lado mais guerreiro” dos seus sócios.

 

O projecto arrancou em Novembro de 2015 e o Krush-It, da cadeia Kalorias, foi inaugurado em Setembro de 2016, seguindo uma “tendência na Europa de estabelecimentos mais customizados e requintados” para pessoas atléticas, com vidas agitadas, que procuram treinos especializados e curtos (a maior parte das aulas tem 45 minutos) de elevada intensidade. A arquitecta avança ainda que existe interesse da cadeia em abrir outros ginásios, como o que existe em Braga, no Porto e em Lisboa.

 

O prémio alemão, que existe desde 2012, “identifica e apresenta tendências de design únicas” e “apenas é atribuído a projectos que representem verdadeiramente contribuições pioneiras” do cenário internacional, lê-se no site. Entre a lista de vencedores de 2018, há vários projectos portugueses divididos entre as mais diversas áreas, da arquitectura ao design editorial. A propósito de outros prémios internacionais, o P3 já tinha falado com a arquitecta Manuela Tamborino, do estúdio AMATAM, sobre o projecto da Casa de Birre e o livro Building Brasil.

Eu acho que