Arquitectura

Uma capela sem religião governada pelo silêncio

No norte de Itália, as diferentes religiões podem conviver num mesmo espaço. Um grupo de arquitectos construiu no meio da floresta a Capela do Silêncio, dedicada à reflexão e à ligação à natureza

Texto de Tiago Ramalho • 17/10/2017 - 11:08

Distribuir

Imprimir

//

A A

O espaço é escuro e silencioso. À volta, a floresta esconde uma capela, vestida de negro, construída com o intuito de servir a todos. Abraça todas as religiões e não fecha as portas a ninguém, mas só está ao alcance de quem se atrever a fazer uma longa caminhada por Botticino, na província italiana de Brescia, até chegar ao topo do vale que abraça esta Capela do Silêncio, inaugurada este ano.

 

O grupo de arquitectos STUDIO associates  engendrou o plano: um local calmo, com a natureza como pano de fundo e uma função purificadora. Uma resposta à vontade da comunidade local de ter um sítio que congregasse diferentes confissões religiosas. “[A capela] está destinada a ser um local de adoração, silêncio e reza, disponível para todos”, acrescenta o Archdaily.

 

Nada foi deixado ao acaso. O percurso até ao topo é simples, apesar de não parecer fácil. O caminho é feito ao longo da encosta vinhateira, complementando a intenção de reflexão e introspecção que acompanha todo o projecto. Chegado ao destino, o visitante vislumbra uma construção negra a surgir entre a floresta. O primeiro passo descobre a capela suspensa num monolítico de mármore de Botticino, escavado no próprio vale. Ao lado, está um tronco de madeira esculpido para armazenar água. 

 

Agora sim, ao entrar desvenda-se o negro da capela com as almofadas — também elas negras — como único elemento decorativo. Lá dentro está um espaço silencioso e escuro, mas com janelas que comunicam com a floresta ao redor. A luz é regulada pelo próprio utilizador. O pequeno espaço, “desenhado para ser interpretado livremente pelo ‘crente’", foi construído precisamente para criar um momento único para quem visita esta “casa na floresta”.

 

Esta não é a primeira obra deste grupo de arquitectos que visa fortalecer a relação entre os humanos e a natureza. No norte da Sardenha, o STUDIO construiu, em 2016, a Capela das Rochas, um espaço também ele espiritual e introspectivo instalado numa paisagem rochosa.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que