Iniciativa

Azulejos de Ovar restaurados por alunos da Escola de Artes

Um grupo de alunos da Universidade Católica restaurou fachadas em azulejo no centro histórico de Ovar

Texto de Sara Lopes • 02/08/2017 - 10:20

Distribuir

Imprimir

//

A A

Durante o mês de Julho, quatro estudantes da licenciatura em Conservação e Restauro da Escola das Artes da Universidade Católica do Porto foram até Ovar para restaurar azulejos de vários edifícios do centro histórico da cidade. Limpeza de superfícies, consolidações, remoção do azulejo, reintegrações volumétricas ou cromáticas e colagens são algumas das acções que os alunos fizeram no âmbito da iniciativa Campanhas de Verão 2017.

 

Promovidas pela Escola das Artes, em parceria com o município de Ovar, as campanhas servem para “complementar a formação”, afirma Eduarda Vieira, coordenadora desta iniciativa e docente da Escola de Artes. “A licenciatura em Conservação e Restauro exige prática. Esta é a primeira experiência num contexto real”, conta a docente, reforçando a importância da criação de redes colaborativas regionais na área do restauro.

 

A iniciativa, realizada desde 2014, costuma contar com mais participantes. Contudo, segundo a organização, na edição deste ano foi necessário reduzir os trabalhos e, consequentemente, os alunos. “O impacto é o mesmo. Tem sempre muita visibilidade”, reitera Eduarda Vieira.

 

Além da importância do projecto a nível académico, a docente da Universidade Católica fala de Ovar como uma cidade exemplar a nível de restauração. “É a única cidade com um atelier de restauração activo”, afirma, sublinhando o “importante património azulejar” da cidade.

 

Os custos com deslocações e refeições das Campanhas de Verão 2017 estão inscritos no orçamento da Câmara de Ovar. Os materiais, bem como a mão-de-obra, são assegurados pela Universidade Católica do Porto.

 

Texto editado por Ana Fernandes

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que