A luminosidade e a ria banham a Quinta Molis Belta

autoria P3

// data 03/05/2017 - 19:45

// 4010 leituras

A Molis Belta é uma quinta em Vagos feita de betão, vidro e madeira. O objectivo da obra era remodelar uma construção já existente, com o desafio acrescido de tornar o espaço mais flexível. Para desafiar a sobriedade dos materiais utilizados a decoração é vibrante e fora da caixa: as escadas estão decoradas com almofadas de cores vibrantes, o encontro das paredes é adornado por um espelho e os sofás da sala de estar assumem padrões complementares. A casa está orientada para uma piscina ladeada por espreguiçadeiras e um grande relvado, que podem ser apreciados das amplas janelas que cobrem toda a dianteira da casa. A harmonia da vista dos quartos superiores é consolidada com a ria que vaza e enche ininterruptamente, transmitindo a sensação de uma vista diferente a cada dia. A luz — a par da ria — assume-se como a marca da remodelação da Molis Belta, o que se sente em todas as divisões; seja por janelas ou por aberturas no tecto, a luz natural é sempre bem-vinda. O projecto foi desenvolvido pelo atelier Rómulo Neto, sediado em Aveiro.

Eu acho que