Casa Acreditar, uma casa onde ninguém está sozinho

autoria P3

// data 20/03/2017 - 18:04

// 10352 leituras

Aberta há um mês, no Porto, a Casa Acreditar é como uma "casa longe de casa", como descreveu o presidente da associação na inauguração. Isto porque o edifício, projectado pelo Atelier do Cardoso, foi concebido para acolher gratuitamente 16 crianças e adolescentes que, durante os tratamentos oncológicos no IPO e no Hospital de São João, precisam de um local para viverem com os seus familiares. Ali ficam, todos juntos, nesta casa onde ninguém está sozinho, pois tudo foi arquitectado para promover o convívio e o diálogo em salas comuns (excepção feita à sala de refúgio, a única parte que convida ao isolamento). "O objectivo principal deste projecto foi criar um edifício, um espaço de vivência com o máximo de comodidade, que pudesse ajudar a ultrapassar a saudade, criando um ambiente familiar numa convivência de amizade e solidariedade", explicou ao Archdaily o gabinete fundado por Mafalda Ribeiro Ambrósio e João Gomes Leitão. A casa, construída em dez meses, contou com mais de um milhão de euros em donativos de vários mecenas nacionais, logo o custo do projecto foi também uma preocupação constante para os arquitectos. A dupla escolheu, por isso, materiais e marcas portuguesas, o que permitiu contarem com uma parcela representativa de donativos, e particularmente resistentes e duráveis, já que se trata de um espaço com muita rotatividade. O fotógrafo João Morgado foi visitar a Casa antes da abertura.

Eu acho que