A luz que invade a ruína e lhe devolve a vida

autoria P3

// data 17/02/2017 - 12:49

// 1261 leituras

"Casa" é o nome genérico que se dá a todas as construções destinadas a habitação. Quando o destino falha ou não se cumpre, para que serve uma casa? Perdido o propósito, que signficado lhe atribuimos? A galega Eva Díez não se conforma com a ausência de vida e intervém sobre as casas abandonadas com feixes de luz. "A luz, símbolo de energia e também de verdade, invade estas ruínas, recupera as suas memórias, habita nestas casas, dando-lhes, assim, uma outra vida", explica a Galeria das Salgadeiras, a casa temporária do projecto, em comunicado ao P3. "A iluminação artificial reforça o lado cénico e teatral, ao mesmo tempo que devolve a estes locais o seu próprio sentido: o de existirem para serem vividos." O projecto "Renacer", distinguido pelo Premio Galicia de Fotografía Contemporánea, em 2015, estará exposto até ao dia 25 de Março, inserido no programa do Festival de Fotografia Outono Fotográfico.

Eu acho que