Iniciativa

Prémio Arquitectos Agora: as melhores histórias valem 500 euros

Relatos mais criativos dos primeiros contactos com a profissão recebem 500 euros. Candidaturas ao Prémio Arquitectos Agora decorrem até 31 de Maio

Texto de Adriana F. Afonso • 05/05/2016 - 17:27

Distribuir

Imprimir

//

A A

Pelo quarto ano consecutivo, o Prémio Arquitectos Agora (PAA) vai distinguir os melhores relatos das primeiras experiências do exercício da profissão. Os autores das cinco propostas mais criativas, para além de receberem um prémio no valor de 500 euros, verão os seus relatos expostos na galeria da Secção Regional do Sul da Ordem dos Arquitectos (OASRS) e incluídos no catálogo da iniciativa.

 

Ao P3, o arquitecto Paulo Tormenta Pinto, coordenador do prémio, explica que este concurso tem dois grandes objectivos: se, por um lado, a OASRS pretende promover uma troca de experiências entre arquitectos em início de carreira, por outro quer “monitorizar e compreender o que as novas gerações pensam sobre a profissão", estabelendo uma relação de maior "proximidade" com os seus membros.

 

As candidaturas têm tido, de ano para ano, uma melhoria tanto qualitativa como quantitativa, enfatiza o arquitecto. Um dado curioso é que há cada vez mais histórias passadas no estrangeiro, o que, para Paulo Tormenta Pinto, é reflexo do "processo conjuntural" que Portugal atravessa e da "mobilidade" característica da geração mais jovem.

 

Os candidatos devem ter concluído o curso de Arquitectura há cinco anos, no máximo. São aceites propostas de qualquer membro da Ordem dos Arquitectos, desde que tenha inscrição válida desde 2010. Os relatos podem recordar uma primeira experiência profissional decorrida em Portugal ou no estrangeiro, em período de estágio ou não. São admitidas propostas em texto, mas também em desenho, vídeo ou fotografia. O regulamento completo pode ser consultado aqui (em pdf).

 

O júri é presidido pelo arquitecto Nuno Mateus e tem como restantes membros o arquitecto Nuno Tavares Pereira e o fotógrafo Tiago Casanova. As candidaturas decorrem até dia 31 de Maio.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que