Orienta-te Redes Sociais

Arquitecto português premiado no México com ginásio sustentável

autoria João Boto Caeiro

// data 23/11/2014 - 22:12

// 23981 leituras

João Boto Caeiro, 32 anos, é português, mas vive no México, país onde foi recentemente premiado em três categorias da 23ª edição do CEMEX, um concurso que distingue as melhores construções do México e do mundo. É um dos arquitectos responsáveis pela construção do Sport City Oaxaca, um ginásio (localizado em Oaxaca, no México) projectado para usar os recursos naturais disponíveis. Juntamente com Fulvio Capurso e J. J. Santibáñez, João projectou um edifício equipado com sistemas de captação de águas pluviais e de energia, através de estratégias passivas, como o aproveitamento da água da chuva e da ventilação natural. Tem painéis solares no telhado, evitando assim os sistemas de ar condicionado e reduzindo os custos de energia. Tijolo, pedra, metal, madeira, bambu e telhas são alguns dos materiais utilizados na construção, combinando o tradicional com o contemporâneo. O projecto venceu na categoria de Sustentabilidade, tanto a nível nacional (México), como internacional, e conquistou ainda o segundo lugar na categoria Edificação Educativa e Cultural.

Eu acho que