Há pessoas que nunca esquecem — mesmo

autoria Miguel Ângelo Afonso

// data 24/04/2018 - 11:16

// 8483 leituras

Lembras-te do que almoçaste ontem à tarde? E do teu brinquedo favorito aos dois anos? A resposta pode não ser muito clara e, muitas das vezes, não existe, por não teres memórias de determinado evento da tua vida. Mas e se te dissermos que há pessoas que se lembram de tudo quase desde que nasceram? Sim, leste bem: quase desde que nasceram. Trata-se de uma condição rara, mas é possível. Algo que é chamado de highly superior sutobiographical memory (HSAM), ou memória autobiográfica altamente superior, numa tradução livre, para português.

 

No mundo inteiro estão apenas reconhecidas cerca de 60 pessoas com esta capacidade e uma delas é Rebecca Sharrock, que se lembra de tudo desde o 12.º dia de vida. À Great Big Story, Rebecca conta que se lembra de estar no carro dos seus pais, ver o volante e pensar "O que é aquilo?".

 

"Durante os anos da minha adolescência pensei que toda a gente se lembrasse das coisas, pensei que fosse normal", explica. E tudo terminou quando foi submetida a testes, na Universidade da Califórnia, durante dois anos — numa instituição onde, já em 2000, um professor de neurobiologia e de comportamento humano, James McGaugh , começou a estudar este fenómeno.

 

Mas lembrar-se de tudo nem sempre é positivo, realça Rebecca. Se por um lado as boas memórias são para sempre, as más também lhe fazem companhia. "Lembro-me de a minha mãe me colocar num vestido que me fazia muita comichão e eu estava a chorar porque não gostava dele." "E a minha mãe deu-me um brinquedo da Minnie Mouse, e eu não podia dizer nada na altura, mas a cara dela aterrorizava-me", explica. 

Eu acho que