Os cegos podem nadar. Vivian salvou-se ao perder o medo da água

autoria P3

// data 09/11/2017 - 20:06

// 1485 leituras

Tinha 49 anos quando o médico lhe comunicou, em jeito de prescrição, que tinha de emagrecer urgentemente, pela sua saúde. E que a natação seria uma excelente aposta. Vivian Stancil, cega, nunca tinha entrado numa piscina; tinha pânico da água, aliás. Mas convenceu-se de que havia de o fazer. E fez. Agora, com 70 anos, tornou-se nadadora olímpica (já premiada) e criou uma fundação para dar aulas gratuitas a crianças e adultos. Aprendeu a orientar-se na piscina pelo som, a conhecer a largura e o comprimento do espaço. "Normalmente faço 35 movimentos de estilo livre numa piscina de 25 metros, conto cada um deles! Porque nada arruina mais o nosso dia do que bater com a cabeça na parede", contou numa entrevista ao Los Angels Times. A vida e a inspiração de Vivian estão agora contadas num documentário do director Riley Hooper: Why Not Now? Vivian Stancil. Porque afinal, provou Vivian, as barreiras podem sempre ser ultrapassadas: "Ouvi dizer que os cegos não podiam nadar... Ah, claro que podem!"

Eu acho que