O Porto fora do Porto. “não está morto.”

autoria P3

// data 21/09/2017 - 11:29

// 4474 leituras

Há um mote: “um Porto que não cabe no Porto.”. Há uma freguesia “esquecida” que dá a cara, a casa, o tecto húmido, a cama desfeita, as ruas apertadas que desaguam nas ilhas. E há dois fotógrafos, Dalila Dano e Luís Coelho, que registaram, em Campanhã, locais e “pessoas cuja situação habitacional se encontra expectante há vários meses”. “É um Porto que não está ‘morto.’, mas que a identidade corporativa da Câmara assume como tal”, denunciam na descrição da campanha, em que se insere o projecto fotográfico. E, claro, há uma causa, a associação Habita, que aproveita a boleia da Caravana pelo Direito à Habitação e vai sair à rua, este sábado, às 15h, numa concentração pelo “direito a morar na cidade”. Activistas, soluções, moradores. Para que todo o Porto caiba no Porto. “Ponto”.

Eu acho que