“Bombardear o ódio com amor”: uma canção contra o terrorismo

autoria PÚBLICO

// data 29/05/2017 - 11:39

// 2614 leituras

A Zain Telecom, empresa de telecomunicações sedeada no Kuwait, lançou um anúncio do Ramadão com uma mensagem de tolerância – durante o mês do jejum muçulmano – que é, simultaneamente, uma crítica severa ao jihadismo e ao terror que lhe é inerente. “Vou contar tudo a Alá, que encheram os cemitérios com os nossos meninos e que esvaziaram as nossas escolas. Vocês despertaram a turbulência e trouxeram a obscuridade para as nossas ruas”, ouve-se no início do vídeo narrado pela voz de uma criança.

 

No decorrer do vídeo, pode-se ver o processo de fabricação de um cinto explosivo intercalado com imagens do quotidiano, de um quotidiano que ainda não está debaixo da sombra do terrorismo. O homem que assume o papel de terrorista no vídeo entra num autocarro cheio de vítimas de outros atentados, e é neste momento que trazem de volta Omran, o menino sírio de 5 anos que se tornou num símbolo da guerra na Síria, através de uma capa de revista.

 

O potencial suicida é perseguido ao longo do anúncio por uma multidão que canta e insiste que a obediência a um Deus é mais do que disseminar o terror e o medo. “Venera o teu Deus com amor, não com terror” é um dos versos cantados durante o anúncio. “Enfrenta o teu inimigo com paz, não com guerra”, continuam. “Bombardeemos a violência com misericórdia, bombardeemos o ódio com amor” é a frase que fecha o vídeo que se tornou viral – pela mensagem crítica que transparece – com mais de dois milhões de visualizações no YouTube.

Eu acho que