Projecto

Coimbra inaugura creche e infantário para atrair pais jovens ao centro histórico

Autarquia pretende contribuir para a fixação da população jovem no centro histórico de Coimbra. Inscrições abrem em Abril

Texto de Lusa • 16/03/2017 - 12:53

Distribuir

Imprimir

//

A A

Uma creche e infantário num edifício do centro histórico de Coimbra, reabilitado por mais de 800 mil euros, foram inaugurados esta quarta-feira e concessionados a uma instituição social para atrair pais jovens a esta zona da cidade.

 

O edifício, com cinco pisos, situado no Largo da Sé Velha e Beco da Carqueja, em plena área classificada Património da Humanidade, que estava em ruína, foi adquirido pelo município e recuperado por técnicos da Câmara, para funcionar como berçário e infantário, tem capacidade para acolher cerca de sete dezenas de crianças, com idades compreendidas entre os quatro meses e os cinco anos.

 

A exploração do espaço foi concedida, por um período de 15 anos, à Obra de Promoção Social do Distrito de Coimbra, que foi a instituição particular de solidariedade social (IPSS) que, no âmbito do concurso público aberto para o efeito, "apresentou a melhor proposta", disse o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, na sessão de inauguração das instalações e de formalização do contrato de atribuição do direito de exploração do imóvel. Com o empreendimento, a Câmara pretende, além de requalificar o imóvel, "dar resposta às necessidades sentidas pelos casais que residem ou trabalham no centro histórico da cidade", contribuindo para a fixação de população jovem e combatendo, assim, "a tendência de êxodo para a periferia" de Coimbra, sublinhou Manuel Machado.

 

A creche e infantário receberão as crianças que actualmente frequentam uma das cinco unidades que esta IPSS possui em Coimbra, situada na Rua Corpo de Deus, igualmente na área histórica da cidade, e outras crianças. As inscrições serão abertas em Abril, disse aos jornalistas, à margem da sessão, o presidente da Obra de Promoção Social do Distrito de Coimbra, Henrique Mendes dos Santos. O novo equipamento servirá "prioritariamente" as crianças dos pais que residem ou trabalham, "ou o venham a fazer", na área de "implantação do imóvel e que tenham parcos recursos económicos". A empreitada teve um custo total de cerca de 817 mil euros, com uma comparticipação de fundos europeus da ordem dos 660 mil euros.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que