52 plantas e uma vida mais calma

autoria Amanda Ribeiro

// data 13/01/2017 - 16:31

// 15782 leituras

Em dois anos, coleccionou 52 plantas. Fora as que ofereceu, fora as que multiplicou. "E não vou parar." Mesmo que já quase não tenha móveis livres para as receber. "Não vou parar tão cedo, é um bocado viciante." A adição começou há dois anos, estava a fotógrafa Sara Martins desempregada e algo abatida, quando começou aos poucos a "perder o medo de matar coisas vivas". Quem sabe se inspirada pela infância na quinta, pela mãe sempre rodeada de plantas, pelo pai que ainda hoje continua a colher da terra comida para a mesa. Quem sabe se para buscar alguma esperança julgada perdida: "Numa altura em que na minha vida as coisas estavam mais paradas, começar a fazer isto foi uma forma de sentir que alguma coisa em minha casa estava viva e a evoluir". Primeiro, investiu nas suculentas, plantas que "são muito difíceis de matar": "Era uma boa metáfora para a vida numa altura em que estava deprimida". Mas depressa o hobby ganhou outra importância — e é aqui que, ao telefone com o P3, desata a contar as plantas ao seu redor. Até ao número 52. Agora, já tem uma borracheira, uma monstera, uma maranta, piléias, begónias. E, claro os dois gatos, Simão e Matilde, que não as atacam porque nunca lhes falta erva-gateira. Respigadora convicta ("Ando sempre em lojas de tralha, se for bonito, mesmo que tenha rachas, trago para casa"), este pequeno vício foi também uma forma de dar uma nova vida a peças antigas. É assim que encontramos nesta série fotográfica (há outras para espreitar em @_queridodiario) plantinhas em objectos tão diversos como canecas, molheiras, saleiros. "Ter plantas", diz Sara, que entretanto trabalha num hotel, "deu-me alguma calma". Elas fazem-na "abrandar", estar "mais confortável", além que mudou a sua forma de estar no lar. "Antes sentia alguma claustrofobia em casa, que não via nada a acontecer, mas agora sinto que vejo algo a crescer sem sair de casa." Conselhos para pretensos botânicos: 1) Não as afogar. 2) Experimentar. "Ter plantas é uma óptima forma de criar uma rotina saudável dentro de casa."

Eu acho que