Concurso

Gulbenkian premeia soluções que melhorem a vida dos mais velhos

À equipa que apresentar a melhor ideia está destinado um prémio de 5.000 euros e à segunda melhor um prémio de 2.000 euros

Texto de Adriana F. Afonso • 21/03/2016 - 17:04

Distribuir

Imprimir

//

A A

Hack For Good é o mais recente projecto de inovação organizado pela Fundação Calouste Gulbenkian, que procura na tecnologia as respostas para problemas associados ao envelhecimento da população. O evento conta reunir 150 participantes nos dias 23 e 24 de Abril, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

 

O Hack For Good é um "hackathon" — maratonas com a duração de 24 a 48 horas que juntam grupos multidisciplinares para desenvolver um produto funcional — que pretende encontrar soluções tecnológicas inovadoras que contribuam para melhorar a qualidade de vida dos mais velhos.

 

No evento podem participar cidadãos que estejam em contacto com as áreas da programação, design, engenharia, gestão, entre outras. A dinâmica da iniciativa é simples: os participantes estarão em contacto com seniores, profissionais da área da saúde, investigadores e cuidadores, de forma a desenvolver projectos tecnológicos funcionais que possam, posteriormente, sair para o mercado.

 

À equipa que apresentar a melhor ideia está destinado um prémio de 5.000 euros e à segunda melhor um prémio de 2.000 euros, sendo que há ainda mais de 30.000 euros em produtos e serviços para as três melhores classificadas e uma série de vantagens a que todos os participantes terão acesso.

 

Além do desenvolvimento dos projectos, o evento contará com sessões de relaxamento, "workshops", "networking" e com espaços de entretenimento. Conta ainda com o apoio de empresas como IBM, HP, Siemens, Samsung e Microsoft e parceiros como o Programa Active and Assisted Living (AAL) e o Instituto Fraunhofer. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas através do site.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que