Orienta-te Redes Sociais

O "Rainbow Map" da ILGA Europe mede os níveis de aceitação da diferença na Europa

ILGA Europe

Sociedade

Jovens LGBT sofrem mais discriminação do que adultos

Pesquisa online feita pela agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais  demonstram como “o medo, o isolamento e a discriminação afectam ainda mais os jovens LGBT”

Texto de Lusa • 14/05/2014 - 11:57

Distribuir

Imprimir

//

A A

Os jovens que se identificam como lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros sofrem ainda maior risco de discriminação e hostilidade do que os adultos, alertou esta terça-feira a agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais

 

Os resultados da pesquisa online feita pela agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA) — que recebeu respostas de mais de 93 mil pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros (LGBT), com mais de 18 anos e de toda a União Europeia (UE) — demonstram como "o medo, o isolamento e a discriminação afectam ainda mais os jovens LGBT".

 

Os inquiridos entre os 18 e os 25 anos revelaram-se "menos abertos" a identificarem-se como LGBT do que os mais velhos, assinala a FRA, com sede em Viena, capital austríaca. De acordo com os resultados, 67% reconheceram disfarçar a orientação sexual ou identidade de género quando estão na escola. Aliás, destaca a FRA, em todos os Estados-membros há registo de "experiências negativas nas escolas".

 

Os jovens LGBT são mais susceptíveis de serem alvo de ameaças ou violência, acrescenta. "Identificámos perturbadores padrões de violência e discriminação contra as pessoas LGBT, especialmente em relação aos mais jovens e aos que se identificam como transgéneros", precisa o diretor da FRA, Morten Kjaerum, em comunicado da própria agência. O maior risco para os transgéneros impõe um reforço da "atenção aos problemas" que estas pessoas enfrentam, defende a FRA, sublinhando que a "diminuta denúncia de crimes de ódio e discriminação" é a regra na UE. Mas nem tudo é mau, reconheceu Morten Kjaerum, indicando que "o resultado do Festival Eurovisão da Canção revela um grau de respeito e tolerância para com a comunidade LGBT que esperamos continue a crescer em toda a Europa".

 

A FRA apresentará estes resultados da abrangente pesquisa sobre violência e discriminação contra pessoas LGBT na UE —que só serão publicados no Verão — durante o fórum internacional IDAHO, que se realiza dias 13 e 14 de Maio em Valletta, capital de Malta, a poucos dias do Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia, que se assinala a 17 de Maio.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Documentário

Catarina David e Francisco Noronha são os autores de “Não consegues criar o mundo duas vezes”. Não é apenas um documentário — é um testemunho movido pelas viv...

Bernardo disfarçou-se de turista e...

Livro // Quis olhar para o sector do turismo em Portugal como estrangeiro e, para isso,...