Orienta-te Redes Sociais
O debate sobre a adopção por casais do mesmo sexo durou cerca de 15 minuto

O debate sobre a adopção por casais do mesmo sexo durou cerca de 15 minutos Guillaume L./Flickr

Política

Parlamento chumba adopção por casais do mesmo sexo

O projecto de lei do BE sobre a adopção homossexual foi rejeitado com os votos contra do PSD, do CDS e do PCP e de apenas nove deputados do PS

Texto de Sofia Rodrigues, Maria José Oliveira • 25/02/2012 - 12:15

Distribuir

Imprimir

//

A A

Dos 63 socialistas presentes, a maioria (38) votou a favor da iniciativa bloquista, assim como nove do PSD e um do CDS-PP. A abstenção foi o sentido de voto escolhido por 12 deputados do PS (entre os quais o líder parlamentar Carlos Zorrinho), um do CDS (João Rebelo) e dois do PSD.

 

Também o projecto do Partido Ecologista “Os Verdes”, que propunha eliminar a impossibilidade da adopção de casais do mesmo sexo, foi chumbado com idêntica votação. Apenas na bancada socialista se registou mais um voto a favor (39) face ao projecto bloquista e menos uma abstenção – 11 parlamentares.

 

A iniciativa de “Os Verdes” registou os votos contra do PSD e do CDS, do PCP, e de oito deputados socialistas. Na bancada laranja registou-se ainda nove votos favoráveis, e duas abstenções. Entre os democratas cristãos, Adolfo Mesquina Nunes também voltou a votar a favor, enquanto João Rebelo repetiu a abstenção anterior.

 

O debate sobre a adopção por casais do mesmo sexo durou cerca de 15 minutos e não suscitou intervenções inflamadas. Na verdade, foi uma discussão morna, antecipando o chumbo dos projectos de lei do BE e do PEV.

 

PSD e PS deram liberdade de voto aos seus deputados, mas os socialistas ponderam já, perante o chumbo das iniciativas do BE e de “Os Verdes”, avançar com um projecto de lei que propõe a co-adopção, um regime que estende a adopção ao cônjuge, ou unido de facto, de um casal homossexual em que o outro elemento já tenha adoptado.

 

Lê o artigo completo no PÚBLICO.

Eu acho que

Pub

Siza Vieira

Peças de ourivesaria, tapeçaria, mobiliário ou cerâmica assinadas pelo arquitecto Álvaro Siza, primeiro Pritzker português, estão patentes na exposi...

Áurea mata o cancro a sorrir

Testemunho // Aos 38 anos, um cancro da mama virou-lhe a vida do avesso. Foi operada, fez...