A mensagem de cem mulheres nuas para Donald Trump

autoria Spencer Tunick e Reuters

// data 19/07/2016 - 14:40

// 30880 leituras

Foi dia de segurança reforçada em Cleveland, na expectativa de a cidade em Ohio se transformar em palco de protestos. A razão tem um nome: Donald Trump. Na véspera do arranque da convenção do Partido Republicano, onde o magnata deve ser coroado oficialmente como candidato à Casa Branca, o número de manifestações não foi curto — ainda que essa "mini-revolta dos anti-Trump" tenha morrido ao primeiro dia, como testemunhou o PÚBLICO em Cleveland. Ainda assim, houve tempo para Spencer Tunick, fotógrafo americano já conhecido pelas suas imagens de aglomerações de pessoas sem roupa, fazer a sua "declaração". A instalação "Everything She Says Means Everything" quis dizer que o discurso de ódio de Trump é inaceitável. Uma centena de mulheres nuas, com grandes discos espelhados nas mãos, a reflectir "o conhecimento e a sabedoria das mulheres progressistas", mostrava como somos todos iguais. "Queremos expressar a crença de que vamos contar com a força, intuição e sabedoria das mulheres progressistas e iluminados para encontrar o nosso lugar na natureza e recuperar o equilíbrio dentro dela", lê-se no site oficial do fotógrafo. Spencer convidou republicanos, democratas e todos os outros partidos políticos a participar, usando a arte "contra a retórica repressiva de ódio" contra mulheres e minorias presente no discurso e programa de Trump. Mais de 1800 pessoas inscreveram-se para ocupar os cem lugares.  Acompanhem as eleições americanas no PÚBLICO.

Eu acho que