Orienta-te Redes Sociais

Cidade

Um jornal para quem tem Pedal

A publicação (mensal e gratuita) mostra que é possível andar de bicicleta nas cidades portuguesas. E que é possível fazê-lo com estilo

Texto de Luís Octávio Costa • 18/01/2012 - 15:01

Distribuir

Imprimir

//

A A

No jornal Pedal descobrimos que já há uma Cyclepedia para o iPad, que existe uma Rádio Tijolo de Prata e que o vocalista dos Linda Martini às vezes vai para o trabalho por um caminho mais longo só porque não lhe está a apetecer parar. E descobrimos que Portugal tem uma atitude nova. Chama-se pedalar.

 

Dois designers, um jornalista e um estudante. Todos com interesse nas artes gráficas e todos interessados em “amplificar o crescente movimento de bicicletas nas cidades portuguesas” e em “fazer parte”, comentou ao P3 João Pinheiro, editor do Pedal e um dos quatro fundadores do jornal (juntamente com Bráulio Amado, Filipe Gil e Luís Gregório).

 

Há dois anos que João acarinha a sua bicicleta (com um travão e nada de mudanças). “Sou estafeta da Camisola Amarela e não tenho carro próprio. Deixei de comprar o passe", lembra João, que adquiriu conhecimentos da parte mecânica numa loja de bicicletas.

 

Agora acumula funções editoriais de um projecto que se apresenta como “mais do que um jornal”. É “um manifesto, um diálogo de ideias” e a “tentativa de trazer para Portugal uma atitude que é banal noutras metrópoles europeias: o uso da bicicleta como meio de transporte”, escreve Bráulio Amado no primeiro editorial.

 

O jornal Pedal — publicação mensal e gratuita — tem espaço para reportagem (sim, bike polo existe), pequenas notícias, entrevistas (o ciclista do mês é André Henriques, vocalista dos Linda Martini), ilustração (de Pedro Lourenço) e produção fotográfica (“Four Minute Mile”, de Sara Gomes).

 

“Falamos de urbanismo, mostramos que é possível andar de bicicleta nas cidades portuguesas e deixamos falar quem tem algo a dizer”, sublinha João Pinheiro, habituado a sprintar em Lisboa, onde os maiores obstáculos são “as colinas” e os “automobilistas pouco habituados” às bicicletas.

 

Com edição online e impressa (inicialmente de cinco mil exemplares), o jornal será distribuído em quatro cidades — Lisboa, Porto, Aveiro e Faro. Na capital, a distribuição é feita de bicicleta. É uma questão de atitude.

Eu acho que

Pub

P3 now speaks English. See our galleries

Arquitectura

Fica na Avenida Camilo, no Porto, e ocupa uma área total de fazer inveja: 5800 metros quadrados. Bem-vindos à BLIP, empresa tecnológica portuguesa, detida por...

A “maior arca fotográfica” quer...

National Geographic // É “a maior arca fotográfica do mundo” e chega pela primeira vez à Europa, mais...