Orienta-te Redes Sociais

Próximas missões Nossa Língua

#NossaLingua_trabalho, até 2 de Agosto

#NossaLingua_fe, até 9 de Agosto

#NossaLingua_festa, até 16 de Agosto

#NossaLingua_gente, até 23 de Agosto

#NossaLingua_lazer, até 30 de Agosto

#NossaLingua_raiz, até 6 de Setembro

#NossaLingua_palavra até 13 de Setembro

#NossaLingua_mar, até 20 de Setembro

Nossa Língua

O Instagram também pode unir os países de língua portuguesa

Nossa Língua é o nome de um projecto nascido no Brasil com o intuito de contar a história da língua portuguesa em imagens. Qualquer pessoa com conta no Instagram pode participar e ver as suas fotografias integrarem um documentário virtual

Texto de Ana Maria Henriques • 24/07/2015 - 15:37

Distribuir

Imprimir

//

A A

Um grupo de criativos brasileiros decidiu propôr a todos os “instagrammers” dos países de língua portuguesa o desafio de a fotografarem. O objectivo? “Criar uma história comunitária sobre a nossa língua, aquilo que temos em comum apesar de sermos países tão diferentes”, descreve Júlio Silveira ao P3. O projecto — designado por Nossa Língua — quer que os lusófonos respondam com fotografias que, posteriormente, integrarão um documentário. “Será o primeiro documentário virtual dos países de língua portuguesa”, garante.

 

Qualquer pessoa com uma conta no Instagram pode participar. Apenas tem que seguir um dos dez temas (“bem amplos mas comuns a todos nós”) que a organização definiu como base para a criação da definição da língua portuguesa e partilhar fotografias com as “hashtags” correspondentes. Semanalmente é lançado um tema, em jeito de missão, e para cada um são escolhidas dez fotografias, a cargo de um corpo curatorial de sete “instagrammers”.

 

No total, vão ser cem as fotografias seleccionadas para uma exposição, com textos escritos por autores de todos os países e território envolvidos: Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Timor Leste e Macau. A ideia é que a exposição seja itinerante e que dela nasça, também, um livro e um documentário.

 

“Há muita diversidade mesmo dentro de cada país. Falar dos Açores é totalmente diferente de falar do Algarve ou do Douro. E no Brasil, então, o espaço é ainda maior”, reflecte Júlio, editor no mercado livreiro. Até agora, duas missões cumpridas — subordinadas aos temas terra e casa — e já se encontram semelhanças. “Usamos duas plataformas comuns: a língua portuguesa e a imagem, super universal”, resume. É um diálogo estabelecido entre vários continentes, de forma colaborativa.

 

Todos os registos fotográficos escolhidos para o Nossa Língua vão fazer parte do documentário, cujas filmagens estão agendadas para o próximo mês de Outubro e com estreia até ao ínicio de 2016. Portugal, Cabo Verde, Angola e Moçambique são os destinos já confirmados para a realização da média metragem sobre a língua portuguesa e as suas visões. É o resultado do desafio no Instagram que vai mostrar à equipa de filmagens “o que é mais relevante em cada país”. O documentário, com um pendor virtual, “vai ser bem fragmentado, como é o próprio Instagram”, refere Júlio, mas com “muitas conversas” sobre a forma como a língua portuguesa é falada e sentida.

 

A próxima missão no Instagram tem como tema o trabalho e as fotografias devem ser partilhadas com a “hashtag” #NossaLingua_trabalho. O regulamento e o calendário do projecto podem ser consultados aqui.

Eu acho que
P3 now speaks English. See our galleries

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Videoclipe

Nesta “galeria digital” do P3 expomos um videoclipe por semana, dos que são adicionados pelas pessoas em VIDEOCLIPE.PT, o que obriga por vezes a escolhas difí...

As mulheres de verdade têm pêlos,...

Livro // Há cerca de dois anos, num qualquer dia quentes de Primavera, Rocío Salazar...