Orienta-te Redes Sociais

Daniel Camacho

Facebook

Vi-te no Comboio: uma página para quem se apaixonou pelo passageiro do lado

A página do Facebook "Vi-te no Comboio" foi criada há pouco mais de uma semana e já reúne quase 20 mil “likes”. O objectivo é reunir depoimentos de pessoas que se interessaram por alguém que fazia a mesma viagem

Texto de Juliana Moreira • 07/02/2014 - 11:53

Distribuir

Imprimir

//

A A

Viste alguém no comboio por quem te apaixonaste? Queres encontrar essa pessoa? Sim, já criaram uma página no Facebook como para isso. Chama-se Vi-te no Comboio, nasceu há pouco mais de uma semana e já reúne quase 20 mil “likes”.

 

A ideia — inspirada no site I Saw You — partiu de três jovens de Braga, que administram a página. Chamam-se Daniel, de 24 anos, Tiago, 17, e Pedro, 20 (por questões de privacidade, preferiram que o P3 não publicasse os seus sobrenomes). Pouco depois, Ana, de 20 anos, também se juntou ao projecto. Já tinham passado por situações semelhantes no comboio (algo do género: pessoa X vê pessoa Y e cai de amores) e decidiram fazer uma versão nacional do “I Saw You”. 

 

Pesquisaram exemplos na Internet e descobriram que já existia algo do mesmo género: a “Vi-te no Fertagus”. Entraram em contacto com os administradores da página, que disseram "não estar interessados em expandir" para uma dimensão nacional. Mas deram luz verde para o grupo bracarense avançar com o “Vi-te no Comboio”, afirmou Daniel ao P3. 

 

Após o sucesso inicial da página — de que não estavam nada à espera —, os três rapazes começaram a ter um pouco de receio de serem “mal interpretados”. Como eram todos do sexo masculino, o projecto poderia ser visto como uma página para atrair raparigas. Assim, e também devido à criação da página “Vi-te no Autocarro”, afirmam ter decidido convidar Ana para participar. 

 

Em conversa por telefone, Daniel afirmou ao P3 que os principais objectivos da “Vi-te no Comboio” são não só a possibilidade de “elogiar anonimamente” um passageiro, mas também “mostrar que as pessoas, mesmo no comboio, onde supostamente não estão a fazer nada de especial, podem fazer a diferença”. 

  

Na página encontramos histórias que acontecem todos os dias nos comboios de Norte a Sul do país. A “Vi-te no Comboio” já recebeu cerca de cem histórias. Todas são anónimas. “Se alguém se identificar com a pessoa retratada na história”, terá de entrar em contacto por mensagem privada com os administradores da página. 

Eu acho que

Pub

P3 now speaks English. See our galleries

Precariedade

Sindicato e associação pintam quadro negro do mercado laboral da cultura em Portugal. Há cada vez menos oportunidades e mais precariedade

Serão os ruivos discriminados?

Fotogaleria // Estávamos em Setembro de 2011 quando o Cryos International, o maior banco de...