Orienta-te Redes Sociais
O portal teve 659.403 visualizações de páginas

O portal teve 659.403 visualizações de páginas Rui Gaudêncio/arquivo

Internet

Portal do "Bullying" acedido por milhares de jovens

"Site" recebeu um total de 43.125 visitas e a equipa de psicólogos que trabalha nesta plataforma deu cerca de 700 respostas

Texto de Lusa • 05/09/2011 - 16:00

Distribuir

Imprimir

//

A A

O Portal do "Bullying", criado há um ano, recebeu um total de 43.125 visitas e a equipa de psicólogos que trabalha nesta plataforma deu cerca de 700 respostas às várias situações apresentadas.

 

“O nosso site é visitado por adolescentes, adultos, alunos, pais, professores e comunidade em geral”, disse a psicóloga que dirige o portal, Tânia Paias.

 

O Portal do "Bullying" possibilita a troca de e-mail, conversação online em tempo real e a troca de impressões e experiências num espaço de fórum.

 

De acordo com a psicóloga, os adolescentes pretendem “esclarecimentos sobre a problemática 'bullying'/convivência escolar” para saberem se estão efectivamente a ser vítimas ou se o que estão a observar se pode classificar como "bullying". “Perguntam-nos sobre as diligências a tomar”, contou a psicóloga.

 

Quanto aos pais, acrescentou, manifestam interesse em saber mais sobre o fenómeno para poderem ajudar os filhos e denunciar as situações. O portal teve 659.403 visualizações de páginas e recebeu centenas de pedidos por correio electrónico.

 

“Temo-nos também deparado com muitos pais que utilizam o site como ferramenta de prevenção, navegando pelas diferentes páginas que oferecemos e esclarecendo todas as dúvidas aos filhos”, constatou Tânia Paias. O grupo de psicólogos tem vindo a ser solicitado para seminários, palestras e conferências, de Norte a Sul do país.

 

A psicóloga defende a importância da prevenção e de trabalhar o problema numa perspectiva de educação, para a cidadania e para a convivência: “Não basta falar de 'bullying', há que intervir e essa intervenção tem de se realizar no espaço escolar, em iniciativas ajustadas a cada ambiente educativo”. No endereço www.portalbullying.com.pt há também espaço para abordagens feitas a partir do Brasil e dos Estados Unidos da América.

 

"Bullying" traduz-se por actos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos com o objectivo de intimidar ou agredir outro indivíduo ou grupo de indivíduos incapazes de se defender.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Redes sociais

Mário Tarouca

Sem Facebook, sem Instagram, sem Linkedin. “Adiós! See yaaa! Adeus!”: Mário Tarouca despediu-se dos “amigos” das redes sociais para viver um mês sem a pressão...

Ser mãe é a melhor coisa do mundo?...

Ilustração // Ser mãe é a melhor coisa do mundo. Ser mãe nem sempre é a melhor coisa do mundo...