Tecnologia

Tens ideias para uma nova empresa? Este concurso é para ti

Associação de Jovens Empresários Portugal - China abriu um concurso para apoiar 20 novas empresas no sector tecnológico

Texto de Sara Lopes • 30/11/2017 - 17:24

Distribuir

Imprimir

//

A A

A Associação de Jovens Empresários Portugal - China (AJEPC está à procura de 20 novas empresas no sector de alta e média-alta tecnologia e/ou serviços intensivos em conhecimento. O desafio é apresentado a empreendedores entre os 23 e os 40 anos e basta ir ao site do projecto, preencher o formulário e submeter um vídeo de um minuto a apresentar a ideia.

 

Pela primeira vez, a AJEPC promove um concurso que tem como objectivo a criação de emprego no Norte de Portugal, o AJEPC Empreende. Apesar disso, a iniciativa está aberta a participantes de todo o país. “Os jovens são a fundação da sociedade e as ideias inovadoras o que faz o mundo progredir e desafiar-se”, afirma Carolina Guedes, da AJEPC. A associação, explica, vai apoiar os participantes com ideias inovadores "através da atribuição de prémios monetários, bolsas e consultorias que permitirão desenvolver e maturar as ideias até ao ponto da sustentabilidade e da criação de uma empresa ou emprego”.

 

O projecto tem a duração de dois anos, ao longo dos quais serão realizados quatro sessões de pitch. Após a submissão da inscrição e do vídeo de apresentação, um júri irá seleccionar as 15 melhores propostas. As candidaturas escolhidas serão então apresentadas num dos eventos pitch, dos quais irão sair até cinco vencedores por evento. Há três prémios assegurados, no valor de 1000, 2000 e 5000 euros, e duas possíveis menções honrosas, de 500 euros cada.

 

As inscrições mantêm-se abertas até um mês antes de cada pitch, a ter lugar em Bragança e Vila Real. O primeiro acontece a 2 de Março de 2018, no Instituto Politécnico de Bragança; o segundo está marcado para 19 de Abril de 2018 na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real. 

 

O regulamento do concurso pode ser consultado aqui.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que