Emprego

Web Summit quer contratar 20 pessoas para novo escritório em Lisboa

Empresa instalou-se num edifício da PT no Cais do Sodré, mas planeia mudar-se para o Hub Criativo do Beato

Texto de Karla Pequenino • 27/04/2017 - 12:48

Distribuir

Imprimir

//

A A

A empresa da Web Summit, que no ano passado organizou em Portugal a maior feira de empreendedorismo e tecnologia da Europa, já tem casa em Lisboa, no número 7 da Rua da Moeda, no Cais do Sodré.

 

Agora, quer recrutar cerca de 20 profissionais nas áreas desenvolvimento de software e vendas para integrar a nova equipa em Lisboa. Trata-se do primeiro escritório da organização fora da Irlanda e ficará temporariamente no edifício ENTER, da PT, inaugurado nesta quarta-feira. 

 

“Procuramos acima de tudo, engenheiros, mas a área das vendas é outros dos grandes focos porque se Lisboa não conseguir atrair visitantes de todos os pontos do mundo, a Web Summit não funciona”, disse Paddy Cosgrave, o director da Web Summit durante a conferência de imprensa.

 

A primeira edição do evento em Lisboa, em Novembro, juntou mais de 53 mil pessoas de 166 países, segundo valores da Web Summit, sendo o maior evento da organização até à data (a empresa faz também outros eventos para além da Web Summit).

 

Durante a apresentação do espaço, o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos agradeceu a Cosgrave por “acreditar em Portugal” e criar mais vagas de empregos qualificados no país.

 

Para Vasconcelos, eventos do género obrigam o Governo a ter uma estratégia activa para o empreendedorismo e criar uma economia que “qualquer país na europa do século XXI deve ter o orgulho e dever de fomentar.” Segundo o secretário de Estado, a última edição do Web Summit mudou a imagem de Portugal e da tecnologia portuguesa para o mundo: “Hoje a marca Portugal e Lisboa é diferente, e está associada à inovação e à criatividade."

 

A longo prazo, o objectivo é que a Web Summit passe a integrar o Hub Criativo do Beato, um projecto da autarquia para um espaço de incubação de startups, que funcionará num antigo edifício industrial numa das zonas ribeirinhas da cidade, mas que anda não está pronto. A Web Summit terá pelo menos mais duas edições em Portugal, em 2017 e 2018. Quando questionado sobre a permanência em Lisboa, Paddy Cosgrave afirmou apenas que está "feliz" com a recepção e espírito empreendedor português, apontando a cidade de Madrid como um dos outros possíveis locais que gostaria de explorar na Europa.

 

Mas Cosgrave também tem os olhos postos noutros pontos do país, quando questionado sobre viagens que tem feito em Portugal. Admite que o arquipélago dos Açores, que visitou recentemente, é uma das possibilidades para outros eventos organizados pela Web Summit em Portugal. “Levar pessoas de todo o mundo até aquelas ilhas seria uma experiência incrível, mas é um projecto a longo prazo que demorará pelo menos um ano a organizar.”

 

Para marcar a ocasião, a Web Summit está a vender temporariamente bilhetes para a próxima edição (em que são previstos cerca de 60 mil participantes) a preço reduzido.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que