Apoio

Douro: projecto tem 700 mil euros para ajudar a criar negócios

Regia Douro Empreendedor quer dotar empreendedores de ferramentas de gestão, dar-lhes formação e novas competências. E, por fim, ajudar a concretizar negócios

Texto de Lusa • 24/03/2017 - 13:57

Distribuir

Imprimir

//

A A

O projecto Regia Douro Empreendedor vai dispor de 700 mil euros para ajudar a criar novos negócios e postos de trabalho, aproveitando o potencial dos recursos endógenos do Douro e de Trás-os-Montes. O projecto é liderado pelo Regia Douro Park - Parque de Ciência e Tecnologia de Vila Real e vai ser aplicado até 2018.

 

O director do Regia Douro Park, Nuno Augusto, afirmou que o programa consiste em encontrar os empreendedores, dotá-los de ferramentas de gestão, dar-lhes formação e Pnovas competências, ajudar a desenvolver a ideia e, por fim, ajudar a concretizar esse negócio. Pretende-se agregar ao projecto entidades, como associações empresariais, que vão ajudar a identificar os empreendedores, a identificar os produtos, fornecedores ou potenciais clientes, a encontrar mercados e a delinear estratégias.

 

O que se pretende é "facilitar o processo de empreender no Douro e Trás-os-Montes". Para o efeito, vão ser realizadas sessões de sensibilização e promoção do empreendedorismo jovem, workshops de divulgação, sessões técnicas de qualificação e acções de capacitação. Vão ser ainda criados guias práticos sectoriais de empreendedorismo e inovação e o prémio regional de empreendedorismo.

 

Os principais objectivos delineados pelo projecto são fomentar a criação de redes entre empresários e instituições de forma a acelerar a competitividade, inovar processos e produtos, reforçar a componente tecnológica, potenciar os recursos endógenos da região e introduzir novas técnicas de gestão empresarial. Este programa pretende ainda diversificar a oferta de produtos, serviços e modernizar o aparelho produtivo, promover a criação de novas empresas e capacitar as já existentes.

 

Nuno Augusto referiu que, ao longo destes dois anos, serão também realizados vários eventos, como seminários para a promoção do próprio empreendedorismo e da região. Para Maio está agendado um fórum ligado à gastronomia, turismo e vinhos. O projecto dispõe de 700 mil euros no âmbito de uma candidatura ao programa comunitário Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

 

O Regia Douro Park, que junta a Câmara de Vila Real e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), tem foco nas áreas agroalimentar, enologia e vitivinicultura e contempla uma incubadora - aceleradora de empresas, um centro de negócios (Douro Business Center), um polo tecnológico de excelência e lotes industriais. Segundo Nuno Augusto, a incubadora "está ocupada a 100%".

 

O responsável acrescentou que, em toda a estrutura, estão instaladas 52 empresas que representam cerca de 150 postos de trabalho. O loteamento é destinado a empresas ligadas ao sector agroindustrial e muitas têm a sua actividade ligada à Região Demarcada do Douro. Na incubadora estão instalados projectos diversos, desde as novas tecnologias de informação (criação de sites, de plataformas informáticas e de aplicações para mobile), o design e promoção, vinhos, agricultura e até cosméticos e perfumes.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que