StartUP

Fundação Juventude lança apoio ao empreendedorismo jovem

Candidaturas para incubação e aceleração de ideias de negócio destinam-se a apoiar jovens, dos 18 aos 35 anos, com ideias nas áreas do "empreendedorismo criativo e qualificado e empreendedorismo social"

Texto de Lusa • 28/02/2017 - 16:35

Distribuir

Imprimir

//

A A

A Fundação Juventude lançou o Programa StartUP Juventude, que pretende apoiar o empreendedorismo jovem nas áreas da criatividade e do social, com uma "base local e não tecnológica". Segundo o director executivo da Fundação da Juventude, Ricardo Carvalho, o programa visa apoiar jovens, dos 18 aos 35 anos, com ideias nas áreas do "empreendedorismo criativo e qualificado e empreendedorismo social".

 

"Estamos sobretudo focados em jovens com formação pós universitária e no desenvolvimento das primeiras ideias de negócio e não queremos projectos directamente de base tecnológica", resumiu o responsável à Lusa. Assim, a aposta será num "empreendedorismo mais de base local, mais ligado à dinâmica que hoje Lisboa e Porto têm e a áreas que acrescentam valor, e que nem sempre têm uma base tecnológica, como o turismo, o património, a cultura, a arquitectura e o design".

 

O programa também se destina à criação de autoemprego, acrescentou Ricardo Carvalho, explicando que o StartUP cria duas incubadoras, uma em Lisboa e outra no Porto. As candidaturas para incubação e aceleração de ideias de negócio podem ser apresentadas através da página do programa ou da Fundação da Juventude. "É possível incubar a partir de valores de 125 euros.

 

Além do espaço, a mais-valia é a rede de contactos que a Fundação tem, e o apoio dado ao projecto" em matérias como consultadoria, plano de negócio e fundos comunitários, referiu a mesma fonte. A StartUP Juventude disponibiliza dois espaços de incubação e "coworking" de empresas, os NIDE — Ninhos de Empresa, com capacidade para acolher 30 empresas/projectos de negócio e mais de uma centena de jovens.

 

Para um maior apoio aos jovens empreendedores, o programa estabeleceu parcerias estratégicas com IAPMEI (Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação), IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional ) e IPDJ (Instituto Português do Desporto e Juventude).

 

Outra vertente do programa é a "educação junto dos mais jovens, ou seja, a promoção da cultura empreendedora junto dos mais jovens", através do futuro concurso nacional de jovens empreendedores destinado a estudantes do ensino secundário e universitário, informou Ricardo Carvalho. A Fundação da Juventude é uma instituição privada, de interesse público, sem fins lucrativos, focada na formação, empreendedorismo e apoio ao emprego jovem.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que