Da NASA para o origami

autoria P3

// data 21/03/2017 - 08:44

// 1724 leituras

Origami, a arte de dobrar papel, pode ser mais que os cisnes brancos que todos fizemos na escola. Robert Lang deixou o emprego na NASA para se dedicar à arte do origami. A sua formação em Física permitiu-lhe perceber as potencialidades da dobragem de papel como forma de projectar mecanismos úteis na área da engenharia. "Quando percebemos de que forma é que o papel dobra, podemos aplicar o mesmo padrão a materiais muito diferentes", explica Robert neste episódio Really Great Big Stories. Foi o caso do "airbag" que construiu a partir de um modelo de papel. A técnica de dobragem que Robert criou pode ser replicada para qualquer mecanismo que abra e feche de forma controlada o que prova as aplicações que o origami pode ter. Se a arte de dobrar papel pode parecer aborrecida, Robert garante que não: "Há sempre algo novo para experimentar: um novo problema, um novo tema, uma nova forma que antes pensava não ser possível fazer, mas agora sei que é". Para o físico, dobrar o papel é como trabalhar com um velho amigo. “É como dançar com um parceiro cujos movimentos conheço”.

Eu acho que