Tatuagem

Cancro da mama: tatuar esperança

Depois da remoção dos seios, as mulheres podem recorrer à reconstrução mamária, mas o mamilo só é recuperável através da pigmentação da área. Para isso, existem tatuadores como Sérgio Carvalho

Texto de Diana Barros • 16/02/2017 - 12:51

Distribuir

Imprimir

//

A A

O tatuador Sérgio Carvalho, do estúdio Wildbuddhatattoo, ajuda mulheres sobreviventes ao cancro da mama, a recuperarem a auto-estima. "Tudo começou numa conversa com um amigo, o cirurgião plástico Francisco Campos, que desejava um projecto novo para lidar com as cicatrizes da mastectomia", conta. Em conjunto, começaram a tapar cicatrizes e depressa o processo começou a ser aconselhado por médicos às pacientes.

 

Há dez anos que Sérgio Carvalho tatua mulheres vítimas de cancro da mama, mas apenas recentemente começou o projecto “Tatuagem Mamária Reconstrutiva” em conjunto com a enfermeira Ana Lopes. Agora, o projecto vai estar na décima edição do Eros Porto – Salão Erótico do Porto. O objectivo é sensibilizar o público para a importância da tatuagem mamária reconstrutiva para as mulheres que tenham realizado mastectomia.

 

Estas mulheres enfrentam desafios difíceis para voltar à vida normal. A recuperação da estética da mama é essencial, mas o processo não é fácil. “Quando faço este tipo de trabalho, tenho consciência que não estou a tatuar um cliente comum, mas sim alguém especial, mulheres a quem chamo de guerreiras", diz o tatuador, "sei que passaram por muitas cirurgias, que se encontram muito afetadas e na última fase de um longo processo."

 

Ana Lopes, também faz parte do projecto e já trabalha há vários anos com mulheres que recorreram à mastectomia. Explica que após o tratamento "é afinada a estética mamária com a recriação da região areolomamilar", mas "nem sempre a aréola e mamilo são preservados na mastectomia." Podem ser reconstruídos, mas a pigmentação só é possível com recurso à tatuagem.

 

A tatuagem mamária reconstrutiva é uma fase essencial. Para Ana Lopes, “a tatuagem deveria mesmo ser comparticipada pelo Serviço Nacional de Saúde porque em termos de auto-estima é o último passo. Deveria constar do planeamento de tratamentos e encerramento do processo”.

 

O Eros Porto - Salão Erótico do Porto realiza-se de 9 a 12 de Março, na Exponor. O evento vai apresentar não apenas novidades na área do erotismo, mas também espaços educativos sobre sexualidade.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que