Eles vivem na Anatólia, em pleno contacto com a natureza

autoria Ana Marques Maia

// data 27/02/2017 - 13:17

// 17119 leituras

O fotógrafo turco Nadir Bucan mudou-se para Van, na região da Anatólia Oriental (no sudeste da Turquia), em 2010, quando lhe foi atribuído um cargo de docência na Faculdade de Belas Artes daquela cidade. Nos arredores, longe da zona urbana onde reside, existe uma região que se caracteriza pela rusticidade e onde se encontram "aldeias muito tradicionais, montanhas, lagos e ilhas", descreveu o fotógrafo, ao P3, em entrevista via e-mail. "Senti curiosidade por saber como vivem essas pessoas e decidi valorizar o meu tempo a fotografar essa realidade." Nadir viaja sempre sozinho, geralmente durante os fins-de-semana. "Passo muito tempo com as pessoas [que fotografo] e por vezes chego mesmo a viver com elas durante um período. Elas acolhem-me em suas casas. Tenho preferência por estabelecer relações de longa duração." Uma das pessoas que retratou chama-se Adil [a fotografia número três desta fotogaleria] e vive numa aldeia chamada Toreli, que se situa numa zona de grande altitude. No Inverno torna-se impossível visitá-lo devido aos fortes nevões que fazem cortar os acessos a Van. Durante o período em que documentou o quotidiano de Adil, o fotógrafo perguntou-lhe como passava o tempo no Inverno. Adil respondeu simplesmente: "Comemos batatas". "Ele não disse 'vemos televisão ou 'passamos o tempo na internet'. Esta resposta surpreendeu-me por se tratar de uma experiência tão humana. Quando estudava, lia o trabalho de sociólogos como Zygmunt Bauman, Paul Virilio ou Manuel Castells e eles referiam com frequência o que denominavam de 'declínio da experiência humana na modernidade'. Essa experiência [que está em vias de se extinguir] ainda existe em Van, nas aldeias. As pessoas lidam com as condições que a natureza lhes impõe e passam os dias em contacto com a terra e a água. De uma forma muito própria, eles suprem as suas necessidades, existem calmamente nestes sítios onde a tecnologia não ocupa o lugar central." A natureza tem controlo absoluto sobre Toreli, Gorundu, Uzuntekne, as aldeias que Bucan fotografou e "estas pessoas podiam sobreviver a qualquer calamidade", acredita o fotógrafo. Nadir desenvolveu o projecto Under the Shadow of the Sun, que permanece em desenvolvimento, com o intuito de recordar o respeito que as gerações anteriores sentiam pela natureza e que "nós, seres humanos, somos apenas mais uma parte do mundo natural". "A ideologia do progresso e o desenvolvimento tecnológico não nos tornam mais felizes e isso é um sinal de que devemos respeitar o poder da natureza." O trabalho do fotógrafo foi recentemente distinguido pelo concurso Exposure Awards 2017, da publicação especializada em fotografia Lens Culture.

Eu acho que